A Federação Internacional de Futebol (Fifa) noticiou neste domingo o cancelamento de uma assembleia geral da Federação Marfinense de Futebol (Fif) que pretendia mudar a comissão eleitoral na eleição de um novo presidente, cargo ao qual o ex-craque Didier Drogba é candidato.

Esta eleição, marcada por incessantes lutas internas, tornou-se uma verdadeira novela desde junho.

A comissão eleitoral, liderada pelo ex-ministro do Esporte da Costa do Marfim René Diby, foi recentemente “suspensa devido a sérias deficiências” pelo comitê de emergência da Fif, que havia agendado uma assembleia geral extraordinária em 29 de agosto para nomear outra comissão.

A Fifa considera que “o comitê de emergência (da Fif) não tem competência para suspender o processo eleitoral da Fif”, segundo um e-mail enviado à federação em 21 de agosto e entregue à imprensa.

Didier Drogba apresentou sua candidatura à presidência no dia 1º de agosto, prometendo contribuir para o renascimento do futebol na Costa do Marfim.

Em julho, ele sofreu um golpe inesperado quando a Associação de Futebolistas da Costa do Marfim (Afi) se recusou a apoiá-lo, mas acabou tendo apoio suficiente para se candidatar.

Além de Drogba, Idriss Diallo, ex-terceiro vice-presidente da Fif, apoiado por Afi, e o atual vice-presidente da federação e presidente da liga, Sory Diabaté, apresentaram suas candidaturas.

O post Fifa anula decisão da federação marfinense sobre eleição de seu presidente apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima