O técnico Fernando Diniz não escondeu sua insatisfação com o novo tropeço do São Paulo enfrentando o Red Bull Bragantino no Morumbi. Depois de perder para a equipe no Campeonato Paulista, desta vez o Tricolor ficou no empate em 1 a 1, mas porque os visitantes desperdiçaram dois pênaltis, fato que fez com o que o resultado saísse barato para os são-paulinos.

“Não comemoro como lucro, porque o que me preocupa e me deixa irritado é o time ter a chance de ganhar o jogo e não ganhar. Oscilamos de novo. Fizemos um primeiro distinto do outro, embora o primeiro tempo não tenha sido um grande primeiro tempo. Essa oscilação não pode acontecer”, afirmou Fernando Diniz.

Nesta quarta-feira, o São Paulo tinha a chance de dormir na liderança em caso de vitória sobre o Red Bull Bragantino, que integra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, contudo, o time não se encontrou em campo e teve muitas dificuldades para levar perigo aos adversários no segundo tempo.

“O time que vai ser campeão é o que oscilar menos. Não podemos oscilar como estamos oscilando. Hoje era uma partida que tínhamos que ganhar os três pontos dentro da nossa casa. Temos que ter um nível de concentração e de entrada mais linear para alcançarmos nosso objetivo”, prosseguiu.

Para Fernando Diniz, a falta de pressão na saída de bola adversária foi o principal motivo pelo qual o São Paulo teve dificuldades para controlar o jogo ao longo dos 90 minutos. Mesmo quando subia a marcação, o Tricolor dava espaços suficientes para que o Red Bull Bragantino explorasse o contra-ataque e agredisse os donos da casa.

“Nosso time é um time que tem característica de ser muito agressivo na marcação lá na frente. Se não pressionarmos, a gente tende a ter problemas, o que foi o que aconteceu no segundo tempo contra o Atlético-MG. A gente acaba tendo um efeito cascata, que foi a origem do primeiro gol [contra o Red Bull Bragantino]. Nos precipitamos e cedemos contra-ataques ao Red Bull. Mas, o fato preponderante para a gente ter sofrido foi a falta de pressão no campo adversário”, completou.

Agora, Fernando Diniz volta o foco para o clássico do próximo sábado, contra o Santos, na Vila Belmiro. Será a última partida do São Paulo antes do importante confronto com o River Plate, na quinta-feira da semana seguinte, no Morumbi, pela Copa Libertadores.

O post Diniz fala sobre novo tropeço e oscilação do São Paulo: “Me deixa irritado” apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima