O Sevilla é o novo campeão da Liga Europa. Nesta sexta-feira, os Palanganas venceram a Inter de Milão, por 3 a 2, e voltaram a levantar o troféu depois de quatro anos de espera. Devido a pandemia do coronavírus, o duelo foi realizado sem a presença de público, em Colônia, na Alemanha.

Com o triunfo, os espanhóis chegaram ao seu sexto título na competição, se isolando ainda mais como a equipe que mais conquistou o caneco. O segundo time que mais venceu é justamente a Inter de Milão, que tem três, junto com Juventus, Liverpool e Atlético de Madrid.

Além de representar o título, a vitória desta sexta-feira também significou a manutenção de uma invencibilidade do Sevilla. Essa foi a sexta final de Liga Europa do clube e a sexta conquista, um aproveitamento de 100% nas decisões.

Um dos principais personagens da partida foi o brasileiro Diego Carlos. O zagueiro começou falhando, ao cometer pênalti em Lukaku, mas deu a volta por cima e acabou marcando o tento decisivo do título.

O jogo – A primeira etapa começou muito movimentada no RheinEnergieStadion. Com apenas quatro minutos, Diego Carlos derrubou Lukaku na área e o árbitro sinalizou pênalti. Na cobrança, o atacante belga converteu e colocou a Inter em vantagem. Contudo, o empate saiu logo na sequência. Após cruzamento de Navas pela direita, de Jong mergulhou e testou firme para o fundo do gol, igualando o marcador aos 11 minutos.

20 minutos depois, o holandês voltou a brilhar. Em cobrança de falta de Banega, o centroavante apareceu nas costas da defesa para cabecear e virar o confronto. Entretanto, a alegria espanhola durou pouco. No lance seguinte, foi a vez de Brozovic cobrar tiro livre na área com categoria, e Godín escorar para a baliza, deixando tudo igual novamente.

De Jong comemora o seu tento (Foto: Martin Meissner / POOL / AFP)

Já no segundo tempo, os times adotaram uma estratégia mais cautelosa. Com isso, o jogo ficou mais truncado e com menos chances de gols. A primeira oportunidade real saiu com 19 minutos, em arrancada de Lukaku, que parou na boa intervenção de Bono.

Do outro lado, o Sevilla foi fatal quando criou. Aos 28, Banega cobrou falta para dentro da área, a bola foi mal afastada pela defesa e sobrou para o zagueiro Diego Carlos, que emendou uma linda bicicleta, que contou com desvio em Lukaku antes de morrer no fundo da meta.

A partir de então, a Inter buscou a todo custo o empate e quase conseguiu aos 36, mas Koundé tirou o chute de Sánchez em cima da linha, definindo o título dos espanhóis.

FICHA TÉCNICA
SEVILLA X INTER DE MILÃO

Local: RheinEnergieStadion, em Colônia, Alemanha
Data: 21 de agosto de 2020
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Danny Makkelie
Assistentes: Mario Diks e Hessel Steegstra
VAR: Jochem Kamphuis
Cartão amarelo: Diego Carlos e Banega (Sevilla); Antonio Conte, Barella, Bastoni e Gagliardini (Inter)

GOLS: Lukaku, aos 4 do 1ºT, Godín, aos 35 do 1ºT (Inter); de Jong, aos 11 e aos 32 do 1ºT, e Diego Carlos, aos 28 do 2ºT (Sevilla)

SEVILLA: Bono; Navas, Kounde, Diego Carlos (Gudelj) e Reguilon; Fernando, Jordan e Banega; Suso (Franco Vázquez), Ocampos (Munir) e de Jong (En-Nesyri)
Técnico: Julien Lopetegui

INTER DE MILÃO: Handanovic; D’Ambrosio (Moses), Goidín (Candreva), de Vrij, Bastoni e Young; Gagliardini (Eriksen), Brozovic e Barella; Lautaro Martínez (Alexis Sánchez) e Lukaku.
Técnico: Antonio Conte

O post Com gol decisivo de brasileiro, Sevilla vence a Inter de Milão e conquista a Liga Europa apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima